Nosso Estúdio

Nosso Estúdio

nossa-historia

NOSSA HISTÓRIA

Olá, meu nome é Ricardo Cecchi, sou o responsável pelo estúdio Cia. do Som, aqui vou contar brevemente minha história e o estúdio. Em 1989 pensei em gravar algumas demos da minha banda onde tocava bateria. Na época, estúdios de gravação não eram acessíveis para todos, as opções eram, ter um contrato com uma das grandes gravadoras ou, de alguma forma, conseguir um espaço nos estúdios (que pertenciam as gravadoras), pagando quantias exorbitantes. A vida era dura para os artistas independentes.

Após gravar as primeiras demos da minha banda, a notícia se espalhou e (provavelmente) devido ao fato da extrema carência de oferta desse serviço, comecei a receber muitos pedidos das bandas locais para gravar suas músicas, numa mistura de ousadia com maluquice, abri uma porta que viria a ser a mais importante de todas para mim. Aceitei o desafio e as gravações começaram.

fotos-estudio1

Lutando por conhecimento (lembrem que a internet ainda não existia) e experimentando equipamentos e técnicas como em um laboratório, em 1991 montei o estúdio em uma casa abandonada, transformando quartos e closets em salas de gravação, sala de jantar em sala de controle, passando cabos por janelas e colocando colchões encostados nas paredes. Nessa época tive a sorte de encontrar os amigos, músicos e produtores Paulinho Cervantes, David Barcellos e Divan Gattamorta.

Em 1992 o estúdio trabalhava principalmente na produção de jingles para rádios, atendendo clientes cada vez maiores, a brincadeira tornou-se séria em bem pouco tempo.

Sempre inovando, eu decidi investir em equipamentos de gravação digital chamados ADAT, (o primeiro lote destas máquinas a chegar ao Brasil foram encomendadas por mim) oferendo até aquele momento, uma melhor relação custo/benefício aos artistas e bandas. Nessa época também tive a sorte em encontrar o grande amigo e fantástico produtor Luciano Trinquinato, colaboramos juntos em diversos projetos até 2006.

fotos-estudio2

 

Em 2000 inicia-se uma grande mudança. A construção definitiva dos estúdios numa excelente localização na cidade de Jundiaí - SP. A conclusão e consequente re-inauguração em 2002 consolidou o Cia. do Som como um dos mais bem projetados e bem equipados estúdios do Brasil.

Como os tempos mudam, adicionei ao sistema de gravação um sistema computadorizado, o que transformou o estúdio em um dos primeiros a oferecer gravação e edição digital.

Em 2006 soma-se ao estúdio o músico multi-instrumentista e produtor Fernando Gambini. Juntos decidimos fazer mais uma reforma, desta vez nos equipamentos, unindo o melhor da qualidade clássica “vintage” com o melhor da tecnologia digital. Para isso contratamos Mike Nehra da empresa Vintage King em Detroit nos EUA. Mike é responsável por grandes projetos em muitos excelentes estúdios de gravação pelo mundo. Em 2009 a reformatação é finalizada, consagrando mais uma vez o estúdio como um dos melhores espaços acústicos e equipamentos de gravação do Brasil.

 

Como resultado de muitos anos de trabalho contínuo, excelência técnica e empenho, o estúdio Cia. do Som conta com um dos maiores portfólios do país, ao todo são mais de 500 projetos gravados entre CDs, Discos, DVDs e alguns digitais.

Apontado sempre como inovador, o estúdio Cia. do Som empreende mais um projeto. Gravações Online, ou seja o Grave Online. Alcançando artistas e compositores em quase qualquer lugar do país por mais remoto que seja, podemos agora oferecer a oportunidade para estas pessoas de gravar suas canções de forma profissional. Pode-se dizer que o mercado musical está democratizado, ao contrário de tempos atrás onde somente uma minoria tinha acesso ao estúdio. À partir deste momento, todos tem a chance de mostrar seu talento.

NOSSO TIME DE PRODUTORES

Fernando Gambini

fundador | produtor musical | multi-instrumentista

Cursou Composição e Regência Popular na Faculdade Santa Marcelina. Na estrada, tocou com Cleiton e Camargo, As Marcianas, Zé Henrique e Gabriel e o cantor Tinoco. Arranjou a música Sonho com o criador que está no DVD Munhoz e Mariano, produzido por Ivan Miyazato. Fez a produção musical da base da Paródia " Larga Meu Boy" do Whindersson Nunes. Ministrou aulas no CAM de Audio Digital e no SENAC (Unidade Jundiaí).

Ricardo Cecchi

fundador | baterista | engenheiro de som

Desde 1989 é o responsável pelo estúdios Cia. do Som/Grave Online. Atua como engenheiro de gravação, mixagem e masterização no eixo São Paulo - Rio de Janeiro. Já gravou artistas como Dave Weckl, Virgil Donati, Vera Figueiredo, Celso Pixinga, Chitãozinho e Xororó, Sandy e Jr. e Paulinho Calasans.

Maurício Borelli

pianista | produtor musical | sound designer

Maurício começou a tocar seu primeiro teclado com 7 anos de idade. A partir daí nunca parou. Sound Designer, publicitário, já pisou nos principais palcos do Brasil, à frente da Banda Raízes Rasta, desde 1999. Já dirigiu outros projetos como a Banda Clã, também atuando como pianista e vocal da Banda DanFunk. Hoje trabalha com produção musical dos projetos do Grave Online.