Gravar Voz – 5 Regras (que você deve seguir) quando for gravar vocais.

gravar-voz

Técnicos mais experientes sabem, quando o assunto é gravação em áudio, as possibilidades são incontáveis. E tudo pode funcionar ou não. Quando pensamos em escrever “regras para se gravar vocais” queríamos destacar algumas que fossem imutáveis, regras fixas que podemos aplicar. São ítens ou situações que “quase” em todos os casos provam ser verdadeiras.

 

Lembrar dessas regras na hora da gravação pode lhe poupar um tempo considerável, e também evitar problemas optimizando o tempo dedicado para as edições.

Essas são dicas tiradas dos livros "The recording engineer handbook" e do "Music producer's handbook" ambos do Bob Owsinski.

Número 1:

A escolha do microfone e a quantidade de equalização e compressão são totalmente dependentes da voz que vai gravar.

microfones de gravar voz
As vezes o microfone mais “caro” nem sempre é o melhor, aliás, não existe “o melhor” microfone…

Usar sempre o mesmo “setup” de gravação para todos os cantores pode funcionar as vezes, mas nem sempre. O melhor é sempre ter a “mente e os ouvidos abertos” ao ouvir a voz de cada cantor e variar as suas combinações de equipamentos possíveis. Às vezes o microfone mais “caro” nem sempre é o melhor. Aliás, não existe “o melhor” microfone para gravar voz, um que funcione para todos os tipos de cantores e gêneros musicais. A voz é um instrumento único e cada cantor no planeta tem o seu próprio e exclusivo.

 

Número 2:

Gravando um cantor experiente, vai conseguir um ótimo resultado simplesmente colocando ele na frente do microfone.

Por outro lado, com cantores amadores ou inexperientes, em matéria de gravar voz em estúdio, experimentar é necessário. Procure alternativas, faça testes, use o estúdio como um laboratório até atingir um resultado satisfatório.

 

Número 3:

Geralmente vocais ficam com um som melhor em espaços acústicos menores.

Embora, se o teto for muito baixo, você pode ter problemas com reverberações em algumas notas na região média grave, principalmente. Posteriormente, isto que pode ser complicado para eliminar na mixagem.

 

Número 4:

Sempre use o “ANTI-PUFF” e o SISTEMA DE SUSPENSÃO” no microfone.

anti puff para gravar voz
O “Anti-Puff” além de ajudar bastante com algumas letras do alfabeto (C, F, J, P, S, T, X) mantém o microfone protegido contra a saliva.

O “Anti-Puff” além de ajudar bastante com algumas letras do alfabeto (C, F, J, P, S, T, X), mantém o microfone protegido contra a saliva. O “sistema de suspensão” mantém o microfone isolado de vibrações que são originárias do chão e transmitidas para a estante do microfone. A “suspensão” também pode servir de alguma proteção em caso de queda.

 

 

 

 

 

Número 5:

Marcar o chão do estúdio com fita pode ajudar o cantor a manter a mesma distância do microfone.

Mesmo com os pés no lugar marcado, o cantor pode movimentar a cabeça, aproximando ou afastando demais do microfone. Uma forma prática de resolver essa questão é sempre explicar ao cantor que mantenha uma distância de um palmo aberto do microfone até a boca.

 

Obviamente existem mais do que 5 regras para gravar voz. Começando por essas daqui, você terá um bom ponto de partida. Experimente e aprenda com sua própria prática de fazer uma gravação de áudio com qualidade, crie suas regras pessoais, desenvolva e aumente sua bagagem.

Leave your comment