Como viver de música no Brasil – Foco no compositor

masterização

Como viver de música no Brasil

Todas as músicas que existem nesse mundo, surgiram a partir  da criatividade, inovação e imaginação dos compositores. Algumas vezes até em sonhos, essas ideias surgiram e tomaram forma através do processo de produção musical. Este artigo é sobre e para compositores. Veja algumas dicas de como é possível viver de música.

Educação e treinamento

viver de musica
É essencial que se desenvolva uma sólida experiência na criação de composições.

Os interessados ​​em seguir a carreira de compositor devem estudar música, com foco na teoria musical e composição. Muitas faculdades, universidades, conservatórios e escolas de música oferecem uma variedade de aulas de Música cujo foco é a composição.

Para entrar nesta carreira é necessário não só ter uma boa formação, mas é essencial que se desenvolva uma sólida experiência na criação de composições.

Geralmente um compositor é capaz de tocar pelo menos um instrumento muito bem; entretanto, a maioria sabe tocar vários instrumentos. Tocar um instrumento ajuda o compositor a expressar suas ideias e também auxilia nos ajustes e detalhes da obra.

Componha uma música por dia

viver-de-musica-compor-musica
Dedique um horário (coloque na sua agenda) pré-estabelecido para compor, siga sempre treinando e compondo.

Não necessariamente isso é uma regra, o importante é compor muitas músicas (até mesmo uma por dia), assim como o músico instrumentista treina seu instrumento horas a fio diariamente, exercitar o trabalho de compor uma música é o treino do compositor.

Essa dica é de um amigo compositor, muito famoso aqui no Brasil, o Zé Henrique da dupla Zé Henrique e Gabriel, essa frase é dele,“Ricardo, eu componho uma música por dia”. Ele é um compositor que comprova que viver de música no Brasil é possível.

Mas, isso não significa que depois de 1 ano você terá 365 músicas ou depois de 1 mês você terá 30 músicas.

Em outras palavras, você compõe o que lhe surgir num determinado dia e, após uma triagem, você vai selecionar uma certa porcentagem dessas composições. Ou seja, as melhores.

Além disso, ao final, as músicas que não ficaram entre as mais bacanas, serviram justamente para isso, treinar até alcançar os verdadeiros Hits para, quem sabe, você poder viver de música.

Lembre-se de estabelecer uma rotina, qualquer pessoa que exerça uma atividade de forma liberal precisa de disciplina. Dedique um horário (coloque na sua agenda) pré-estabelecido para compor, siga sempre treinando e compondo.  Você chega lá!

Filie-se a uma associação de gestão coletiva de direitos autorais

As associações de gestão coletiva são instituições privadas e sem fins lucrativos. 

É por meio delas que os autores e compositores garantem o exercício de seus direitos para poder viver de música. Uma vez organizados coletivamente, os titulares de direitos autorais encontram força e unidade para arrecadar os valores devidos das execuções públicas de suas obras.

No Brasil há sete associações de gestão coletiva de direitos autorais de execução pública.

As Associações têm como entidade arrecadadora e repassador unificado o ECAD – Escritório Central de Arrecadação e Distribuição.

Se você pensa em viver de música, como um compositor profissional, um dos primeiros passos é estar filiado a uma dessas associações de compositores:

UBC | Abramus | Amar | Assim | Sbacem | Sicam | Socinpro.

Pra ficar bem claro, vamos conferir qual a diferença entre as associações e o ECAD.

O ECAD (Escritório Central de Arrecadação) centraliza toda a arrecadação dos direitos autorais de execução pública musical no Brasil.

As associações de gestão coletiva representam os titulares desses Direitos Autorais.

Ou seja, é nas associações que o compositor faz a sua filiação e o cadastro de suas obras.

Ao fazer a filiação, esta se torna sua administradora e gestora referente aos seus direitos autorais.

Após fazer a arrecadação e a identificação dos direitos, o ECAD passa os valores para as associações que então repassam para seus afiliados.

Por este motivo, é importante não apenas estar filiado a uma associação como também manter todas as obras atualizadas e cadastradas.

Você já deve ter pensado nisso, mas se ainda não pensou, este é o momento para você decidir qual será seu nome artístico.

Tanto para as associações quanto para o ECAD são necessárias 3 informações principais, são elas: nome completo, nome artístico (pseudônimo) e CPF.

Seu nome artístico ou pseudônimo pode ser seu nome de batismo, ou não, aqui pode ser criativo e inventar qualquer nome pelo qual você quer ficar conhecido. 

Por exemplo, muitos artistas e compositores usam apelidos como nomes artísticos.

Registre suas obras

Registre aquelas músicas que foram selecionadas lá no item 1. Sua obra intelectual pode ser um bem muito valioso. Assim como o documento que comprova que seu carro é seu, ao obter o certificado de propriedade intelectual da sua obra, você estará seguro, evitando dores de cabeça que tiver no futuro.

Antes de postar nas redes sociais, antes de tocar naquele churrasco lembre-se de fazer o registro lá na Biblioteca Nacional.

A Biblioteca Nacional é responsável pelo registro de obras intelectuais desde 1898, quando foi publicada a primeira lei específica brasileira sobre direitos autorais, e até hoje, oferece esse serviço.

É indispensável aprender mais sobre o assunto em https://www.bn.gov.br/servicos/direitos-autorais

Hora de mostrar a sua criação

mostre-sua-musica-viver-de-musica

Neste ponto você já tem suas principais composições registradas na Biblioteca Nacional e cadastradas na sua associação de gestão coletiva de direitos. Agora é por a “cara pra bater”.

Uma dica bacana nesse momento é gravar uma “Demo” (abreviação de Demonstração) da sua música.

Por quê? Porque uma música mal gravada é como um produto excelente numa péssima embalagem.

Em outras palavras: não importa se sua música é boa ou ruim: ela sempre vai ficar muito melhor para quem ouve se for bem gravada. 

E aqui o Grave Online pode ajudar com nosso pacote de entrada, Voz e Violão que é super barato e tem um custo x beneficio incrível. Até se você não for cantor, nós temos cantores intérpretes pra cantar sua música e fazer a gravação.

Uma “Demo” muito bem feita, pode fazer toda a diferença.

Compartilhando suas “Demos” produzidas pela equipe do Grave Online com cantores e artistas de sucesso, pode concretizar uma venda para o próximo álbum ou single.

Portanto, lembre-se que uma “Demo” profissional é muito mais atrativa com uma probabilidade muito maior de agradar o artista que está procurando por seu próximo repertório, do que uma guia gravada com o celular.

A gravação com celular ou totalmente caseira, pode até passar a ideia da composição, mas sem nenhuma dúvida, ter no portfólio, trabalhos produzidos pelo Grave Online fará com que você tenha muito mais chances de emplacar um sucesso com um artista renomado ou você mesmo poder viver de música, interpretando seus próprios sucessos.

gravar música online - Pop Rock Acústico
Nosso pacote de entrada, Voz e Violão que é super barato e tem um custo x beneficio incrível

Organize seus contatos, redes sociais, site e portfolio

viver de musica
Monte uma lista de transmissão no WhatsApp e um canal no Telegram.

Tenha uma agenda atualizada com contatos de artistas e produtores musicais. Muitas vezes são os produtores que sugerem o repertório aos artistas, por isso é muito importante o seu “network” com todos esses profissionais da área.

Monte uma lista de transmissão no WhatsApp e um canal no Telegram. Compartilhe com seus contatos suas composições inéditas, incluindo algumas informações concisas e relevantes sobre qual o tema que aborda, qual o ritmo sugerido, qual a intenção geral e o que espera do público alvo da canção.

Ao invés de querer emplacar um hit com um artista de sucesso, considere um trabalho de “formiguinha”. Ou seja, começar com um artista local pequeno e seguir construindo seu portfólio passo a passo até alcançar um patamar mais profissional e, quem sabe, viver de música.

Abasteça suas redes sociais com informações atualizadas e novidades. Fortaleça seu “network” e os fãs da suas composições.

Por último, nenhum sonho é grande demais, se a sua determinação foi maior.

Acredite em seu talento e em seu potencial criador, seja inovador.

Estipule metas e, principalmente, lute por seus ideais.

Escrito por Ricardo Cecchi

Escrito por Ricardo Cecchi

Sócio fundador do Grave Online, responsável pela pós produção, (mixagem e masterização) das gravações e baterista nas horas vagas.

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

On Key

Related Posts

harmonia musical

Harmonia e Melodia

Melodia, harmonia e ritmo: os pilares da música. Esteja certo: quase todas as músicas populares que ouvimos você ouve nas rádios tem nesses 3 elementos

acessóros musicais

O kit de sobrevivência do músico

O kit de sobrevivência do músico Comprar o instrumento é apenas o primeiro passo para entrar nesse mundo sensacional da música. Há alguns itens que